Crise na Venezuela: Maduro promete realizar referendo sobre nova Constituição

Compartilhe

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, anunciou na quinta-feira (1) um referendo sobre uma nova constituição. A promessa de Maduro teve a dois meses de protestos em que pelo menos 62 pessoas foram mortas, aumentando a crise na Venezuela. Opositores de que seu plano de reescrever a carta é antidemocrático.

Em resposta às críticas, Maduro disse na televisão estatal: “Eu vou propor isso explicitamente: a nova constituição vai para um referendo consultivo, por isso são as pessoas que dizem se estão de acordo ou não com a nova constituição reforçada”.

A Venezuela sofre de intensa agitação política desde as eleições de dezembro de 2015. Em outubro, a Assembléia Nacional votou no sentido de abrir processo de impeachment contra Maduro, alegando que ele manipulou a Constituição para permanecer no poder. No mesmo mês, a Assembléia também declarou que havia uma quebra da ordem constitucional e que o governo havia organizado um golpe bloqueando uma tentativa de remover Maduro do poder.

A crise na Venezuela alcançou seu auge em 30 de março, quando o Supremo Tribunal da Venezuela dissolveu a Assembleia Nacional, controlada pela oposição, e assumiu as competências do Poder Legislativo.

 


Veja também
STF discute bloqueio do WhatsApp e Marco Civil da Internet em audiência

 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta